Cantando folclore

Por Felicia Jennings-Winterle
Coluna Educação Bilíngue
Participação Especial: Profa. Maristela Loureiro

Canções folclóricas são heranças linguísticas e musicais que, aprendidas desde tenra infância, acompanham os seres humanos por toda a vida. Antes mesmo de nascer, a criança tem relacionamento com os elementos musicais e ao nascer, ela entra em contato com o universo sonoro que a cerca. A música é uma forma de conhecimento primordial na infância, é o primeiro elemento constitutivo para a elaboração, organização e criação de vínculos e de uma identidade com o mundo.

A partir do som que uma criança escuta desde o ventre de sua mãe, e após seu nascimento, com as cantigas de ninar e brincar que lhe são transmitidas, um repertório de imagens sonoras começa a ser elaborado. O reconhecimento, a identificação, a memória simbólico-sonora contribuirá para o desenvolvimento de um universo próprio, que deverá ser construído durante e por toda a vida de um indivíduo, e o acompanhará em sua trajetória enquanto ser atuante no mundo.

O desenrolar da memória traz de volta cantos, brincadeiras, melodias e cenas que carregam marcas pessoais de aprendizados, fazeres, descobertas e explorações, muitas vezes iluminando a compreensão de escolhas feitas pelo adulto.

A criança comunica-se principalmente através do corpo e, cantando e brincando ela é seu próprio instrumento. Os brinquedos com música fazem parte do universo infantil, neles estão inseridos os segredos da infância, da nossa tradição. São nos brinquedos e jogos que as crianças aprendem os primeiros preceitos da vida, movimenta seus músculos (respira, caminha, salta, corre possuindo assim um grande desenvolvimento rítmico), desenvolve a imaginação, a improvisação, a flexibilidade, e a fluidez de seu pensamento musical. Enfim, a criança que acompanha seus jogos e brinquedos com espontaneidade só precisa fazer o que já é capaz de fazer.

O aprendizado musical necessita ser derivado das experiências infantis, simultâneo ao aprendizado da língua materna e sustentado pela música folclórica. No repertório encontra-se uma diversidade de elementos musicais, tais como ritmos variados, frases com perguntas e respostas, formas e estruturas diversificadas, cuja utilização traria grande enriquecimento para as aulas de música. Além dessas contribuições, essas canções, normalmente, vêm atreladas ao jogo, à dança, às brincadeiras de roda e aos desafios motores e rítmicos que fornecem subsídios para o ensino-aprendizado.


A opção por um determinado repertório musical está pautada em diferentes critérios: os interesses imediatos dos educandos, um cânone de obras universalmente endossadas, um resgate dos sons da natureza, cantigas ouvidas na infância, rodas de cirandas, brincadeiras cantadas infantis e sonoridade dos brinquedos como: pião, bolinha de gude, diabolô, corrupio, cata-vento. Já na vida intra-uterina desenvolvemos uma memória sonora que irá nos acompanhar por toda a vida.

Acionar esta memória possibilita ao indivíduo, ampliar seu autoconhecimento. Ela traz, também, a possibilidade de compartilhar sua voz e força no coletivo, contribuindo para a formação de sua identidade. As experiências sonoras que trazemos desde a mais tenra infância, gradualmente, transformam-se em um conjunto de conhecimentos que ilustram um grupo social e suas manifestações musicais.

————————————————————————-
Maristela Loureiro é Mestre em Música (IA-UNESP). Especialista em Capacitação Docente em Música Brasileira (Anhembi-Morumbi). Professora do curso de pós-graduação em Linguagens Artísticas Contemporâneas: Ensino/Aprendizagem da Faculdade Santa Marcelina (FASM-SP). Professora de música e licenciatura em música da FASM-SP. Supervisora de estágio de docência, flauta-doce e estruturação musical. Professora de flauta doce, percepção e musicalização na Escola Municipal de Iniciação Artística (EMIA-SP). Atua em redes municipais, estaduais e particulares na formação de professores de música do ensino fundamental e infantil. Atua como flautista em grupos de Música de Câmara.

 

Screen Shot 2015-10-20 at 8.49.02 PMFelicia é educadora e pesquisadora sobre o português como língua de herança. Fundadora da Brasil em Mente, é editora da Plataforma Brasileirinhos.

 

© Nosso conteúdo é protegido por direitos autorais. Compartilhe somente com o link, citando: Plataforma Brasileirinhos, Brasil em Mente.

Um comentário em “Cantando folclore

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s