Música e aquisição da linguagem

Por Luciana Lessa, PhD
Coluna Falando

Embora a música esteja sempre presente em nossa rotina, sua importância no processo de aquisição de linguagem parece ainda não ter adquirido o merecido status. A música é composta de elementos muito ricos no que diz respeito a sua estrutura linguística. Neste artigo, daremos destaque a como a música pode auxiliar o desenvolvimento da linguagem, com base em fenômenos musicais que envolvem aspectos fonético-fonológico e semântico-lexicais.

Aspectos fonético-fonológicos: podemos notar que muitas músicas exploram a variedade com que podemos produzir sons, brincando com a duração, intensidade e frequência dos mesmos. Explorar variações no modo de produzir sons favorece o trabalho com a percepção auditiva da criança, sendo um apoio para que a criança se atente, por exemplo, para como contrastes entre os sons ou contrastes na acentuação das palavras podem produzir diferentes sentidos.

Uma boa percepção auditiva pode possibilitar que a criança, além de desenvolver sua percepção a respeito do modo de produção dos sons, perceba a importância dos sons e do acento para os contrastes de significados entre as palavras.

...

Aspectos semântico-lexicais: a contribuição da música corresponde à possibilidade das crianças ampliarem seu vocabulário em diferentes campos lexicais. Como as músicas são compostas em torno de um determinado tema, a criança não apenas tem contato com novas palavras aleatoriamente, mas aprende quais palavras fazem parte de quais contextos de comunicação, por exemplo, quais palavras aparecem na música quando o tema é amizade, brincadeiras, folclore.

Na música não é possível desvincular a produção de sons e palavras de seus significados e a criança tem muito a ser favorecida com essa riqueza de informações.

Uma vez que pensamos na língua sempre entrecruzada com práticas sociais e culturais, é igualmente importante destacar o papel fundamental da música na inserção das crianças de uma determinada cultura. No caso dos brasileirinhos mais ainda, para que eles se reconheçam como falantes e pertencente de uma língua que não é a dominante no país onde vive.

Como adultos brasileiros, sabemos a imensidão de informação, cultura, emoção e poesia que estão presentes nas músicas brasileiras. Além de ser uma parte muito significativa da história e da vida de brasileiros que, por diferentes motivos, estão vivendo em outro país. E não é uma delícia ver tudo isso sendo passado para os brasileirinhos, sendo preservado e podendo ser compartilhado em família e, também, junto de outras famílias brasileiras? Claro que é, né? Então… vamos ouvir e cantar nossas músicas?

Luciana Lessa é Doutora em Linguística, é parte do corpo docente da Georgia State University e participa de importantes grupos de discussão sobre a aquisição da linguagem falada e escrita. É autora da coluna Falando na Plataforma Brasileirinhos e diretora do grupo de discussão e formação de professores da Brasil em Mente.

Anúncios

Um comentário em “Música e aquisição da linguagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s