Estratégias a favor do Português como Língua de Herança

Por Luciana Lessa, PhD
Coluna Falando

É cada vez maior o número de brasileiros que se mudam para outro país. Junto com muitos desafios, dúvidas e dificuldades que acompanham essa mudança, uma questão muito saliente é: como fazer para que o(s) filho(s) que nascem e/ou crescem em outro país possam manter vivo o português como língua de herança? Como esse processo se diferencia da aquisição do português por crianças que de fato moram no Brasil com suas famílias?

Sabe-se que para a aquisição de uma língua é fundamental que a criança reconheça alguma necessidade, seja prática ou emocional, no uso dessa língua. No caso de crianças educadas em ambiente monolíngue, isso parece acontecer de modo natural, uma vez que a criança está imersa num ambiente em que uma determinada língua a atravessa o tempo todo, como é o caso de brasileiros que moram no Brasil e crescem falando o Português.

Nesse contexto, a “necessidade” de se tornar falante do português é um fator propiciado pelo próprio ambiente em que a criança vive, onde as interações são direcionadas quase que o tempo todo tendo como instrumento o uso do português.

A situação é diferente no caso de pais brasileiros que se mudam para outro país para os quais a maioria das interações sociais se dá na língua majoritária falada no país onde foram viver. Para que eles tenham sucesso em seu objetivo, é necessário o desenvolvimento de algumas estratégias para a criação de um ambiente que incorpore o português de um modo que desperte o desejo de seus filhos em fazer parte dessa língua.

Quais devem ser as bases para o desenvolvimento dessas estratégias?
As atividades que envolvem sua aquisição devem ser integradas a rotinas e interações do dia-a-dia, agradáveis e sejam significativas na vida real (KING e MACKEY, 2007, p. 97).

Qual a importância de cada um desses aspectos (sociais, emocionais e culturais) para o sucesso do desafio de ensinar o Português como língua de herança?
O próprio conceito de língua já diz da importância do aspecto social para sua aquisição: “ela é a parte social da linguagem, exterior ao indivíduo, que, por si só, não pode nem criá-la nem modificá-la; ela não existe senão em virtude duma espécie de contrato estabelecido entre os membros da comunidade” (SAUSSURE, 1970, p. 22).

Por essa razão, seu brasileirinho conseguirá compreender com mais facilidade um sentido para o uso do português se esse uso estiver associado a atividades de um grupo social que ele faça parte.

Como integrar seu filho em um grupo social que envolva o uso do português?
alfabetizaçãoExistem várias maneiras de viabilizar isso, e tudo depende dos recursos existentes onde vocês moram. Se possível, matricule seu filho em uma escola de português. O contato frequente com outras crianças que passam pelo mesmo processo, que tem as mesmas dúvidas de seu filho (“porque preciso falar essa língua se ninguém mais sabe?”) e a imersão em um ambiente em que o português é a língua necessária para aprender, interagir, brincar, cantar, dentre muitas outras atividades, favorecerá imensamente o desenvolvimento do português de seu brasileirinho.

Caso não exista uma escola onde você more, tente encontrar (ou formar) um grupo de brasileiros que tenham a mesma preocupação de que os filhos aprendam o português como língua de herança. Encontrar pessoas com os mesmos desafios, objetivos e dúvidas podem ajudar toda sua família a estruturar o modo como o português faz parte da vida de seu filho.

em casaAinda pensando na ideia de grupo social, a própria casa pode ser vista como esse grupo que fala português, nem que seja apenas um dos pais. Nesse contexto, o vínculo da língua é também de aspecto emocional, uma vez que o português é a língua que a mãe ou o pai brasileiro educa seu filho, demonstra cuidado, carinho, amor, preocupação, impõe limites. Assim, o português é a língua pela qual existe um canal de comunicação entre mãe/pai e filho em cada tarefa do dia-a-dia e com o restante da família. Embora a interação presencial (de fato) seja o modo que mais favorece o processo de aquisição de linguagem, as conversas com uso de vídeo (ao invés de privilegiar ligações apenas via áudio) são um modo eficaz de estabelecer o contato da criança com a família no Brasil, por reproduzirem de alguma forma a presença da pessoa com quem se está conversando.

Programar viagens ao Brasil com certa frequência é uma excelente maneira de conseguir estabelecer um vínculo real e direto entre seu brasileirinho com o português. Além do fortalecimento do aspecto emocional, por ser uma viagem em que seu filho encontrará familiares e conseguirá criar laços mais próximos com eles, viagens ao Brasil também contribuem imensamente para a vivência, compreensão e valorização da cultura que ele conhece por meio do português.

ideiasMAIS ALGUMAS DICAS
Varie seu repertório: fique atento a palavras e expressões que seu filho já conhece e domina e busque sempre variar o seu próprio repertório linguístico para que ele possa ter exposição a uma maior variedade de possibilidades de comunicação;

Faça perguntas abertas: tente fazer perguntas que exijam mais do que sim/não como resposta. Uma opção é começar por perguntas que tenham opções mais fechadas de resposta para depois expandir o assunto. Por exemplo, quando for perguntar sobre como foi o dia na escola, pode pedir para que diga duas ou três coisas que ele fez e/ou aprendeu e depois peça para ele falar mais sobre as atividades.

Dê tempo para que ele te responda. Permita de 5 a 10 segundos de espera para que seu filho te responda alguma pergunta. Isso possibilitará que ele pense sobre o que quer dizer e evita que (a) ele se acomode no fato de que, se ele não responde, você continua falando, e (b) ele fique ansioso pois se não falar prontamente, ele perderá “sua vez” da conversa.

Leia para seu filho: sempre que puder, leia para seu filho. Livros infantis, notícias sobre o Brasil, histórias do folclore brasileiro, ou qualquer material do interesse dele. Mantenha-o em contato com o português de uma maneira divertida e interessante! A leitura proporcionará não apenas o aumento de seu repertório linguístico, como também o conhecimento da cultura brasileira.

Cante com seu filho: existem muitas e muitas opções de músicas infantis brasileiras que você e seu filho podem curtir juntos!

Converse com seu filho sobre programas que ele gosta de assistir. Pergunte para ele sobre os personagens, sobre as histórias, sobre seus episódios favoritos.

Faça pratos da culinária brasileira regularmente e conte para seu filho como você aprendeu, o que você costumava comer quando criança, quais outros pratos eles gostariam de experimentar. Esse diálogo pode ser enriquecido a cada vez que um novo prato for apresentado.

Essas são apenas algumas ideias. Como se pode perceber, as atividades que podem ser desenvolvidas são muitas e variadas! E você? Quais suas estratégias para proporcionar um ambiente rico em Português e Brasil? Conte pra gente!

Referências Bibliográficas
KING, K; MACKEY, A. The Bilingual Edge: Why, When and How to Teach Your Child a Second Language. HarperCollins Publishers, 2007.
SAUSSURE, F. Curso de Linguística Geral. São Paulo: Cultrix, 1970.

Luciana Lessa é Doutora em Linguística, é parte do corpo docente da Georgia State University e participa de importantes grupos de discussão sobre a aquisição da linguagem falada e escrita. É autora da coluna Falando na Plataforma Brasileirinhos e diretora do grupo de discussão e formação de professores da Brasil em Mente.

2 comentários em “Estratégias a favor do Português como Língua de Herança

  1. Olá Luciana, excelente artigo! Estou pensando em formar um grupo de Português como Língua de Herança na Nova Inglaterra aqui nos EUA, e agradeceria mais informações por onde começar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s