O que há de África dentro de nós

Por Cristina Marrero
Coluna Lendo

africaWlamyra Albuquerque e Walter Fraga sabem muito bem do que estão falando no livro “O que há de África em nós”. Ambos são professores de História, pesquisadores e apaixonados pelo assunto. Conhecem detalhes interessantíssimos sobre a história do Brasil. Principalmente sobre a herança que os milhares de escravos trouxeram ao serem arrancados do seu lugar: música, comida, lendas, histórias… E muito desse conhecimento é apresentado para nós, leitores, neste livro cheio de aventuras.

O livro é formado por sete pequenas histórias vividas por diferentes personagens: crianças curiosas sobre o mundo e sobre tudo o que os rodeia. Akin, Alice, Isabel, Camila, Caique, entre outros, começam a descobrir que a América e a África podem estar separados pelo oceano Atlântico mas são muito próximos sob vários aspectos. O livro é uma descoberta sobre o quanto a África influenciou a maneira de ser e viver dos brasileiros.

Enquanto as histórias se desenrolam, a imaginação e os fatos históricos se entrelaçam de maneira agradável. De vez em quando uma “janelinha” com o título “Você sabia?” aparece nas laterais das páginas. E dessa maneira, entre ficção e história vamos aprendendo um pouco mais sobre o África, o Brasil e por que não dizer, sobre nós mesmos.

A escolha deste livro para a coluna se deve ao fato de que no dia 20 de novembro se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra. Foi nesse mesmo dia, no ano de 1695 que Zumbi dos Palmares, último líder do Quilombo dos Palmares, foi morto. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para lembrar da resistência do negro à escravidão de forma geral. Assim, relembrar e aprender um pouco mais pode contribuir para reduzir a pó o racismo, de maneira pacífica e harmoniosa.

O livro “O que há de África em nós” é indicado para crianças de 8 anos para cima. Nas suas 77 páginas o leitor vai aprender, na forma de histórias, muito sobre a cultura do nosso país. Numa linguagem acessível e dinâmica, os autores convidam os leitores a fazer parte das descobertas dos personagens. Diversas atividades podem ser trabalhadas, localização dos países em um mapa-mundi, imaginar a rota feita pelos navios negreiros desde o momento da saída até a chegada no Brasil. Fazer uma lista com algumas das descobertas feitas no livro com relação a vocabulário (cachaça, banguela, cachimbo, fubá…) música, dança. Descobrir, aprender, imaginar, respeitar, tudo isso dentro de um livro único e especial.

logo_BIBPA Associe-se já à biblioteca infanto-juvenil brasileira Patricia Almeida. A BIBPA está a sua espera, com o livro “O que há de África em nós”. Você pode receber livros em sua casa também, em todo os EUA.

 

10520087_10205119346253278_826309639437374543_nCristina ama literatura infantojuvenil e por isso, faz as aventuras, descobertas e fantasias chegarem até você através de dicas e reviews de livros. Cristina é diretora da Biblioteca Infanto-juvenil Patricia Almeida, um departamento da Brasil em Mente.

 

© Nosso conteúdo é protegido por direitos autorais. Compartilhe com o link, citando: Plataforma Brasileirinhos, Brasil em Mente.

2 comentários em “O que há de África dentro de nós

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.