O que há de África dentro de nós

Por Cristina Marrero
Coluna Lendo

africaWlamyra Albuquerque e Walter Fraga sabem muito bem do que estão falando no livro “O que há de África em nós”. Ambos são professores de História, pesquisadores e apaixonados pelo assunto. Conhecem detalhes interessantíssimos sobre a história do Brasil. Principalmente sobre a herança que os milhares de escravos trouxeram ao serem arrancados do seu lugar: música, comida, lendas, histórias… E muito desse conhecimento é apresentado para nós, leitores, neste livro cheio de aventuras.

O livro é formado por sete pequenas histórias vividas por diferentes personagens: crianças curiosas sobre o mundo e sobre tudo o que os rodeia. Akin, Alice, Isabel, Camila, Caique, entre outros, começam a descobrir que a América e a África podem estar separados pelo oceano Atlântico mas são muito próximos sob vários aspectos. O livro é uma descoberta sobre o quanto a África influenciou a maneira de ser e viver dos brasileiros.

Enquanto as histórias se desenrolam, a imaginação e os fatos históricos se entrelaçam de maneira agradável. De vez em quando uma “janelinha” com o título “Você sabia?” aparece nas laterais das páginas. E dessa maneira, entre ficção e história vamos aprendendo um pouco mais sobre o África, o Brasil e por que não dizer, sobre nós mesmos.

A escolha deste livro para a coluna se deve ao fato de que no dia 20 de novembro se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra. Foi nesse mesmo dia, no ano de 1695 que Zumbi dos Palmares, último líder do Quilombo dos Palmares, foi morto. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para lembrar da resistência do negro à escravidão de forma geral. Assim, relembrar e aprender um pouco mais pode contribuir para reduzir a pó o racismo, de maneira pacífica e harmoniosa.

O livro “O que há de África em nós” é indicado para crianças de 8 anos para cima. Nas suas 77 páginas o leitor vai aprender, na forma de histórias, muito sobre a cultura do nosso país. Numa linguagem acessível e dinâmica, os autores convidam os leitores a fazer parte das descobertas dos personagens. Diversas atividades podem ser trabalhadas, localização dos países em um mapa-mundi, imaginar a rota feita pelos navios negreiros desde o momento da saída até a chegada no Brasil. Fazer uma lista com algumas das descobertas feitas no livro com relação a vocabulário (cachaça, banguela, cachimbo, fubá…) música, dança. Descobrir, aprender, imaginar, respeitar, tudo isso dentro de um livro único e especial.

logo_BIBPA Associe-se já à biblioteca infanto-juvenil brasileira Patricia Almeida. A BIBPA está a sua espera, com o livro “O que há de África em nós”. Você pode receber livros em sua casa também, em todo os EUA.

 

10520087_10205119346253278_826309639437374543_nCristina ama literatura infantojuvenil e por isso, faz as aventuras, descobertas e fantasias chegarem até você através de dicas e reviews de livros. Cristina é diretora da Biblioteca Infanto-juvenil Patricia Almeida, um departamento da Brasil em Mente.

 

© Nosso conteúdo é protegido por direitos autorais. Compartilhe com o link, citando: Plataforma Brasileirinhos, Brasil em Mente.

Anúncios

Um comentário em “O que há de África dentro de nós

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s