O Dia Mundial do Português como Língua de Herança (PLH)

Por Luciana Lessa, PhD
Coluna Falando

Como foi anunciado recentemente, a Brasil em Mente, em parceria com outras diversas iniciativas que promovem o ensino do Português como Língua de Herança, está propondo a criação de um dia especial dedicado para o PLH. Essa proposta é uma forma de homenagear o crescente e importantíssimo trabalho desenvolvido por professores, colaboradores e famílias que tanto se esforçam e se dedicam em quebrar limites e barreiras, mantendo vivo o Português e sua cultura, onde quer que a vida os leve.

O desejo é de que, a partir de agora, todo ano, no dia 16/05, possamos ter a oportunidade de comemorar o sucesso, a superação de desafios, e a importância do PLH de maneira integrada e com um grande espírito de união, por mais que estejamos distantes geograficamente uns dos outros. A escolha do dia 16/05 está explicada aqui.

Screen Shot 2014-05-13 at 7.23.05 AM

A felicidade de ver, a cada dia, mais e mais iniciativas se juntando e dando força à criação do Dia Mundial do PLH é imensa! O ensino do Português pelo mundo como uma língua de herança representa exatamente isso: um campo de trabalho que une diversas pessoas em objetivos e desafios em comum, sejam essas pessoas os profissionais envolvidos, os pais ou as crianças.

Gostaríamos de ressaltar que o grande sucesso que as iniciativas voltadas ao ensino do PLH tem tido se deve, quase que exclusivamente, à visão, à paixão e ao empreendimento de pessoas que, mesmo sem qualquer apoio financeiro, arregaçam as mangas e começam a plantar as sementes do Português pelo mundo afora.
Esses profissionais merecem todo o reconhecimento e reverência, afinal de contas, o que eles proporcionam às famílias que participam de suas iniciativas é decorrente de muito trabalho: como pesquisadores, como professores, como orientadores e apoiadores das famílias e como desenvolvedores de estratégias maravilhosas para que o Português siga fazendo parte ativa da vida das famílias que possuem raízes em qualquer um dos países luso-falantes.

Vamos lutar juntos para que o dia 16/05 seja um dia feliz de celebração e de reconhecimento a todos que realizam o extraordinário feito de promover o Português como Língua de Herança. Você trabalha em uma iniciativa assim? Entre em contato! Junte-se a nós!

Luciana Lessa é Doutora em Linguística, é parte do corpo docente da Georgia State University e participa de importantes grupos de discussão sobre a aquisição da linguagem falada e escrita. É autora da coluna Falando na Plataforma Brasileirinhos e diretora do grupo de discussão e formação de professores da Brasil em Mente.

Anúncios

7 comentários em “O Dia Mundial do Português como Língua de Herança (PLH)

  1. A quem possa interessar comunica-se que o tema – 8 Séculos de Língua Portuguesa – e, eventos relacionados com esta temática, deve-se graças à descoberta de Roberto Moreno, fundador e presidente da Fundação Geolíngua. – Em 2009, esta OBRA, onde se descreve uma série de atividades programadas para vários anos, está registrada na SPA – Sociedade Portuguesa de Autores, e desde então, 2009, Roberto Moreno tem se empenhado em divulgar e solicitar o apoio institucional à vários órgãos governamentais dos 8 países da CPLP e à Sociedade Civil. – Por exemplo, ao Instituto Camões, desde 1992, à Presidência da República de Portugal, à CPLP, à Secretaria da Cultura de Portugal e Brasil, à UCCLA, ao CNC – Centro Nacional de Cultura de Portugal, à própria SPA (acima citada) – entre outras dezenas de entidades. – Portanto, se não fosse Roberto Moreno, associar o Testamento de D. Afonso II, com data de 27-6-1214, e fazer uma alusão à 27-6-2014, primeiro intervalo da Copa do Mundo do Brasil, avisando o MUNDO que, afinal a Língua Portuguesa possui 8 Séculos, ninguém teria se dado conta de que afinal, a língua portuguesa tem uma Certidão de “Nascimento”. – Portanto, porque não comemora-la, neste âmbito? – Para maiores detalhes é só enviar um e-mail para – geo@geopress.org – Terei todo o prazer em enviar as entrevistas já realizadas em Portugal e as Cartas que foram enviadas ao Governo Brasileiro, pela Assembleia da República de Portugal, onde foi apresentada esta OBRA, original.

  2. Como nasce uma Língua

    “O certo é que as línguas não podem ter nascido por convenção já que, para se porem de acordo sobre as suas regras os homens necessitariam de uma língua anterior; mas se esta última existisse, por que razão se dariam os homens ao trabalho de construir outras, empreendimento esforçado e sem justificação?» (Umberto Eco)

    Nesta ótica, pergunta-se: falamos português ou galego? Polemicas à parte, a Fundação Geolíngua propõe o seguinte: baptizar de Geolíngua o galego-luso-brasileiro que se fala nos dias de hoje, pois, é a única língua natural, desde o século XIII, capaz de “substituir” o Esperanto (língua artificial criada em 1887) e o inglês, (pseudo língua universal) cuja aprendizagem promove o monoglotismo no anglófono, excluindo-o, desta forma, de um universo cada vez mais democrático e bilingue.

    Desde o tempo de D. Dinis há, entre o galego e o português, semelhanças na fonética, na morfologia e na sintaxe, muito próximas e, neste âmbito vislumbra-se que a percentagem necessária para que uma língua seja diferente de uma outra, seja de 20%. Ora, a diferença entre o português de Portugal e o galego, hoje, é de 7% e entre o português e o “brasileiro” é de 3%, portanto, via esta observação fundamentada e com base histórica e científica, a língua “portuguesa” foi “separada” do galego em 1214, supostamente, por D. Afonso II e em 1297 oficializada por D. Diniz (sexto rei de Portugal e primeiro rei alfabetizado) numa situação geopolítica e sociocultural compreensível e necessária, pois, Portugal estava à delimitar fronteiras e se formar como um País independente do Reino de Castela e Leão (Espanha) e, não ficava bem continuar a ter o galego como língua de Portugal, daí esta “separação”, politica. – Assim sendo, surge a 8 Séculos atrás, a primeira “marca branca” do mundo – a língua portuguesa, tendo como fornecedor a sua matriz – o Galego.

    E, nesta perspectiva o “português” é, até os dias de hoje, portanto a 8 Séculos, a primeira língua do mundo, com base cientifica e histórica, onde se pode afirmar que – pelo fato de o português entender 90% do espanhol, 50% do italiano e 30% do francês, sem qualquer dificuldade (pelo menos na linguagem escrita) une, para já e, a partir de sua semelhança com o espanhol – 800 milhões de pessoas em 30 países nos 5 continentes e – se acrescentarmos o italiano ultrapassa-se os 900 milhões, superando o inglês e o mandarim, com a vantagem de – o português possuir, alem do aspecto quantitativo, também o qualitativo, geopolítico e geoeconómico, em simultâneo, o que não é encontrado em nenhuma outra língua do planeta, nos últimos 2.000 anos.

    Para saber mais sobre este tema sugiro escrever no google o seguinte: Roberto Moreno+Verbos e Letras – E, o financiamento para promover a GEOlíngua, vira da fundação Geolíngua, via o conceito de – ENDOECONOMIA (ver no google)

  3. Estou no Japao ha 20 anos e tenho uma escola brasileira reconhecida pelo Mec. Recebemos muitas crianças brasileiras que não dominam a língua portuguesa escrita e falada.
    Fiquei muito feliz em conhecer esse blog. Parabéns pela iniciativa do projeto. Gostaria de trocar idéias. Abraços! Mayumi Uemura-ibaraki ken Japão

  4. Muito legal! Aqui na Nova Zelanida temos o Brasileirinhos: Musicas e Brincadeiras. É um projeto reconhecido pelo Ministério da Educação da NZ e trabalha o Portugues (com cantigas de roda por exemplo) e a cultura brasileira em geral é passada pelas brincadeiras, letra do dia, hora da História, festas comemorando datas importantes no Brasil, entre outras atividades.
    Celebramos o Dia Mundial do POLH com uma sessao especial que trabalhou a Identidade Cultural das criancas.
    Parabens pela inicitaiva!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s