Vamos todos ler e escrever em português

Editorial
Por Felicia Jennings-Winterle
Plataforma Brasileirinhos, Editora

Você sabia que a Brasil em Mente também publica livros?
Pois é, em nosso catálogo, todo à venda em nossa loja virtual, você pode encontrar a coleção Ciranda Cirandinhas Vamos Todos Ler e Escrever – método de alfabetização para brasileirinhos. O volume 2 acaba de sair do forno.

thumbnail_CCVTLE2O lançamento é recente, mas a coleção é fruto de uma pesquisa de mais de 5 anos conduzida por nossa diretora educacional, Felicia Jennings-Winterle. Pesquisadora nata, Felicia vem desenvolvendo uma metodologia fundamentada no uso da cultura como material básico. O volume 1 foi lançado no ano passado e você pode conhecê-lo em detalhes, aqui.

No volume 2, as crianças aprendem a ler e escrever com letra cursiva e conhecem outras particularidades da língua. No método, que é embasado também na ciência da Psicomotricidade, esta grafia é chamada de “letra de mãos dadas”. E não é que as crianças se encantam? O lúdico dessa coleção faz com que elas apaixonem-se até por ditado.

pagina_letra

E o que faz desta coleção um elemento essencial no ensino do português como língua de herança?

O método foi desenvolvido a partir da prática educativa com filhos de brasileiros, falantes do português como língua de herança. Esta característica é indispensável – o cotidiano destas crianças é muito particular e cheio de desafios. Um deles é como fazer com que a língua portuguesa pertença ao contexto da vida do país de residência; outro é como fazer com que a aprendizagem do idioma não seja desconectada da cultura brasileira.

Mas como? Essa é a especialidade desta autora. Através de canções, versos, histórias e muitas brincadeiras as crianças passam a identificar-se, com a autonomia que só a leitura e a escrita dão, e são convidadas a produzir seus próprios relatos sobre o fantástico mundo que as rodeia, também, em português.

E tem mais. Esses livros são verdadeiros dicionários de imagens. O volume 1 traz 185 imagens. O volume 2 traz 250. Quer dizer, 250 novas palavras, em contexto.

página_imagens

Mas, e não confunde alfabetizar em duas línguas simultaneamente?

Não. A autora da coleção tem se dedicado a pesquisar exatamente como demonstrar na prática que a noção de que só se deve alfabetizar uma língua de cada vez é incompleta e errônea. Segundo Felicia, não há confusão, há transferências muito positivas.

“O português e mais algumas línguas bem específicas proveem trocas importantes num processo de educação bilíngue e, por conta de suas estruturas complexas, dão subsídios para que o entendimento de línguas mais simples, como o inglês, seja mais profundo, mais analítico. E, vale lembrar, alfabetização é um processo único, acontece uma vez na vida”.

Então, professores, pais, avós, tios… invistam numa educação bilíngue de qualidade para o seu brasileirinho. Adquiram hoje os volumes 1 e 2 da coleção e aguardem pelo lançamento do volume preparatório, indicado para crianças de 3 – 4 anos.

 

Screen Shot 2015-10-20 at 8.49.02 PMFelicia é educadora e pesquisadora sobre o português como língua de herança. Fundadora da Brasil em Mente, é editora da Plataforma Brasileirinhos.

 

© Nosso conteúdo é protegido por direitos autorais. Compartilhe somente com o link, citando: Plataforma Brasileirinhos, Brasil em Mente.

7 comentários em “Vamos todos ler e escrever em português

  1. Comprar o livro me interessou, mas tbm fiquei com medo de começar alfabetização paralelamente. Comecei o alfabeto com minha menina em português e agora ela tem problemas em diferenciar por ex, R e H em alemão. Quero alfabetiza-la na minha língua, mas pelo que vi até agora, melhor esperar 1,2 anos até a alfabetização em alemão ficar mais consistente…

    1. Cara “Mama Fit”, o processo de alfabetização é único, acontece uma vez na vida. Nesta idade a criança está sendo incentivada por diversas pessoas e de diversas maneiras a olhar para símbolos e identificá-los. Esta curiosidade é fundamental e com o passar dos anos o interesse se aprofunda. Como dito no artigo, não só uma alfabetização em mais de uma língua não confunde, mas também pode beneficiar o processo de cada uma das línguas. Cria-se um repertório maior de símbolos e de ferramentas para identificá-los. Essa espera pode não só tornar o processo mais trabalhoso, como também a criança pode desinterar-se justamente porque na outra língua, ela já terá avançado bastante. Leia o artigo no qual comparamos a alfabetização à andar de bicicleta, aqui. Para qualquer outra dúvida, estamos aqui. 🙂

  2. Oi! Sou brasileira e vivo na Argentina. Tenho duas filhas, uma de 6 anos e a outra de 10 anos, como posso adquirir os livros? Obrigada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s