Lendo A cicatriz

Por Cristina Marrero
Coluna Lendo

40603_ggQuase todo mundo tem uma cicatriz e se você perguntar à pessoa como ela “ganhou” essa marca, com certeza vem uma história pela frente. Porque cicatrizes nos lembram algo que aconteceu há um tempo atrás, são marcas visíveis das nossas aventuras, traquinagens ou distrações. Na hora do acidente há uma mistura de emoções: susto, raiva, frustração, medo, dor e quase sempre acompanhadas do choro. Mas quando a ferida cicatriza, fica o aprendizado, a experiência, a história.

É assim neste livro que conta a história de Silvinha, que só foi pegar o travesseiro do chão e… caiu! Com o seu queixo sangrando, Silvinha descobre que terá que ir ao hospital para que costurem o seu queixo. Como assim, costurar? E depois, o que vai acontecer? No hospital ela começa a perceber que todas as pessoas ao redor tem uma cicatriz e mais ainda, uma história para contar. O pai, a mãe e até o médico tem cicatriz! Passado o susto, Silvinha quer saber mais sobre as cicatrizes e suas histórias e descobre coisas muito interessantes sobre a família. O livro nos brinda com uma história que pode acontecer com qualquer um de nós e que nos permite fazer ganchos e conexões com as nossas próprias experiências.

Essa é uma das grandes qualidades dos livros de Ilan Brenman, contar algo do cotidiano sob a perspectiva infantil, das coisas que acontecem com todo mundo mas ainda assim são únicas e especiais porque pertencem a cada um de nós, como uma cicatriz que talvez todo mundo tenha a sua, mas cada uma tem a sua própria história e isso a torna única.

Antes de se dedicar aos livros, Ilan Brenman contava histórias. Fez mestrado e doutorado em Educação e desenvolve trabalhos sobre a importância da Literatura na vida das pessoas. A sua produção de livros infantis é admirável, são mais de 50! Muitos traduzidos para outros idiomas, um que virou musical e muitos prêmios. Reconhecimento mais do que merecido pelo seu maravilhoso trabalho. No site do autor você pode saber mais sobre ele e sua obra.

Com tantos livros editados, Ilan Brenman tem colaborações preciosas de ilustradores cheios de talento. No livro A Cicatriz, os traços de Ionit Zilberman enriquecem o texto com cores e formas. A ilustradora abrilhanta muitos livros infantis já publicados, nascida em Israel, mora no Brasil desde os 6 anos. Assim como Ilan Brenman, que também nasceu em Israel, a história familiar deles é feita de muita mistura cultural. E tanto o escritor quanto a ilustradora utilizam essa riqueza no seu trabalho.

O livro A Cicatriz é uma excelente oportunidade para trabalhar com as crianças, sobre susto, dor, feridas, medo, comportamento mas principalmente serve para contar histórias, falar sobre o que foi vivido, aprendido, muitas vezes guardado num cantinho da memória mas nunca esquecido, até porque a cicatriz está sempre lá para lembrar…

logo_BIBPA Associe-se já à biblioteca infanto-juvenil brasileira Patricia Almeida. A BIBPA está a sua espera, com o livro “A cicatriz” e muitos outros de Ilan Brenman. Você pode receber livros em sua casa, em todo os EUA.

 

10520087_10205119346253278_826309639437374543_nCristina ama literatura infantojuvenil e por isso, faz as aventuras, descobertas e fantasias chegarem até você através de dicas e reviews de livros. Cristina é diretora da Biblioteca Infanto-juvenil Patricia Almeida, um departamento da Brasil em Mente.

 

© Nosso conteúdo é protegido por direitos autorais. Compartilhe com o link, citando: Plataforma Brasileirinhos, Brasil em Mente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s