Acessando E-books em português fora do Brasil

Por Aline Frederico
Coluna High Tech

Setembro é tempo de volta às aulas em vários países do hemisfério norte onde vivem muitos brasileirinhos. Que tal começar o ano letivo comprando alguns livros digitais em português para ler com seu filho e equiparar a leitura com a língua do país em que vocês vivem?

Pra fechar a série sobre literatura digital, que já falou dos livros infantis no Facebook, dos livros-aplicativos e dos e-books, neste post vou dar algumas dicas para acessar livros digitais em português estando fora do Brasil.

Como pesquisadora de literatura infantil e contadora de histórias em português num projeto de PLH em Cambridge, UK, sempre tento ficar antenada a livros digitais em português, mas muitas vezes é difícil encontrá-los ou acessá-los da mesma maneira com que faço com os conteúdos em inglês, porque todas as minhas contas estão configuradas para a Inglaterra.

As lojas virtuais geralmente apresentam versões diferentes pra cada país, com negociações de direitos autorais variando de região pra região. Em muitos casos, ao acessar a loja virtual do país em que se encontra para achar conteúdos em português, é preciso saber exatamente o que se está procurando, pois esses livros não vão estar aparentes nem vai haver uma seção de livros em português. Em alguns casos ainda, se o conteúdo estiver disponível também na língua principal daquele país, é possível que o conteúdo venha primeiramente naquela língua, mesmo que seja um e-book ou aplicativo criado no Brasil.

O ambiente virtual é vasto e são muitas as estratégias. A seguir, vou compartilhar algumas que aprendi na prática na busca por esses conteúdos.

 

Apple
Conforme já foi dito nos posts anteriores, para se comprar livros-aplicativos para aparelhos da Apple (iPhone ou iPad) é preciso acessar o aplicativo da AppStore. Para ler e-books, há diversas possibilidades (veja mais abaixo) e uma delas é baixar livros e ler no aplicativo iBooks, da própria Apple. Para ter acesso fácil aos conteúdos em português dessas duas lojas, a melhor saída é criar uma segunda conta na Apple, o chamado Apple ID, e colocar sua localização do Brasil.

Se você já tem uma Apple ID, é possível mudar o país em que a conta está registrada, mas com isso você perde o acesso à loja do seu próprio país e se tiver assinaturas, os contratos terão de ser cancelados. Além disso, os aplicativos que você já baixou só podem ser atualizados se sua conta estiver registrada no mesmo país do momento em que foram baixados, criando uma confusão e dor de cabeça enormes mais pra frente.

Para criar uma conta brasileira, no entanto, não é assim tão simples.
Informações para cadastro: endereço brasileiro.
Pagamento: apenas cartão de crédito brasileiro.
Enquanto em alguns países é possível ter uma conta daquele um país sem incluir um número de cartão de crédito, infelizmente no Brasil a conta só vai ser confirmada desse modo.
Vale a pena todo esse trabalho? Em termos de aplicativos, a Apple possui a maior variedade de livros-aplicativos de qualidade, que só podem ser acessados em aparelhos dessa marca. Apesar da dificuldade inicial (no meu caso tive que pedir os dados de alguém da família), a vantagem de se ter uma conta brasileira é estar antenado nos conteúdos literários e publicações em geral que estão circulando no Brasil. Assim fica muito mais fácil fazer com que esses conteúdos façam parte do seu dia-a-dia. Veja a tela do iBooks na versão em inglesa e brasileira. Qual você acha que vai estimular mais a sua família a praticar o PLH?

apple-engl

 

 

apple-port

 

Caso não seja possível criar uma conta brasileira, a saída é pesquisar por autor ou título em português e torcer pra que esteja disponível no seu país.

Livrarias de e-books
Para comprar e-books em português, as livrarias virtuais costumam fazer uma boa curadoria, com um sistema de busca e informações sobre os livros mais detalhadas do que o iBooks, por exemplo.

Livraria Cultura, acesse aqui
Onde você pode ler os e-books baixados nesse site: baixe o aplicativo da Livraria Cultura no seu aparelho favorito – Apple, Android, Windows Phone, PC ou Kobo.
Informações para cadastro: RG e CPF, número de telefone brasileiro
OBS: Esses dados são apenas para cadastro, então é possível usar o endereço e telefone de algum parente ou amigo.
Pagamento: apenas cartão de crédito brasileiro, boleto e débito em conta corrente (Itaú e Banco do Brasil), PagSeguro (Bradesco, Utaú, Banco do Brasil e Banrisul)
Opinião sobre a seção Infantil: a página dos e-books infantojuvenis mistura literatura e textos informativos para os pais, além de mostrar o best-sellers, quase sempre traduções, em primeiro lugar. Pouco espaço, portanto, para cultura e literatura brasileiras. O filtros que deveriam facilitar a busca, no momento da escritura desse post, apresentavam problemas pois incluíam apenas títulos em inglês e títulos em português que correspondiam a tais categorias apareciam apenas na página principal.

cultura

 

Amazon, acesse aqui
Onde você pode ler os e-books baixados nesse site: leia no Kindle, leitor digital da própria Amazon, ou baixe o aplicativo Kindle no seu aparelho favorito: Apple, Android, Windows Phone ou PC.
Informações para cadastro: se você já tem uma conta na Amazon, é possível configurar apenas a sua conta Kindle, dentro da sua conta normal, para ter acesso aos e-books disponíveis no Brasil, mas isso significa que você não vai mais ter acesso a todos os e-books do país onde está (ainda que a Amazon Brasil tenha um catálogo internacional considerável). Se você normalmente não compra e-books no seu país, essa é a maneira mais fácil de acessar e-books brasileiros morando no exterior. Caso contrário, a recomendação então é criar uma conta brasileira independente da primeira. Só é necessário um endereço no Brasil.
Pagamento: aceita cartão de crédito internacional.
Opinião sobre seção Infantojuvenil: há uma mistura de best-sellers com auto-publicações e clássicos da literatura infantil. Títulos infantis e juvenis aparecem misturados, dificultando a busca. Histórias para crianças menores são mais facilmente localizadas na subseção “Histórias Tradicionais”.

amazon

 

Saraiva, acesse aqui
Onde você pode ler os e-books baixados nesse site: baixe o aplicativo SaraivaReader no seu aparelho favorito: Apple, Android, PC, Mac ou leia diretamente no Lev, leitor digital da Saraiva.
Informações para cadastro: CPF, endereço e telefone brasileiros
Pagamento: apenas cartão de crédito brasileiro, cartão de débito brasileiro (Visa), boleto ou débito em conta (Itaú e Banco do Brasil).
Opinião sobre a seção Infantojuvenil: a melhor seção de livros infantis dentre os sites citados, com variedade de livros ilustrados e novelas para leitores em formação, além de novelas adolescentes. Possui muito mais conteúdo brasileiro do que a Saraiva e a Cultura, como Eva Furnari para os menores, e Pedro Bandeira para os que já leem texto mais longos.

saraiva

 

E você, tem algum site ou loja virtual que usa para acessar livros digitais e aplicativos em português? Tem Android ou Windows Phone? Como você faz? Compartilhe nos comentários.

 

Screen Shot 2016-03-28 at 7.29.22 PMAline Frederico é pesquisadora e doutoranda em literatura infantil na Universidade de Cambridge e pesquisa livros infantis interativos no iPad. Colabora com o recém-nascido blog Literatura Infantil Digital e coordena o projeto Historinhas em Cambridge de contação de histórias em português. Na Plataforma Brasileirinhos, Aline comanda a coluna High Tech.

 

 

© Nosso conteúdo é protegido por direitos autorais. Compartilhe somente com o link, citando: Plataforma Brasileirinhos, Brasil em Mente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s