Distrito Escolar de Somerville recebeu acervo de livros infantojuvenis em português da BEM

screen-shot-2016-10-09-at-9-50-13-pm

 

Nova Iorque, 11 de junho, 2018 – O distrito escolar de Somerville, MA recebeu no dia 30 de maio de 2018 646 livros para leitores de idades de 0 a jovens adultos. O acervo  certamente será um poderoso recurso para diferentes programas e escolas. Regina Bertholdo, diretora do Parent Information Center, esteve no coquetel de comemoração ao Prêmio PLH que aconteceu na sexta-feira, 1 de junho, na sede do Consulado Geral do Brasil em Boston e fez um agradecimento oficial representando o distrito escolar de Somerville. A doação foi parte das atividades da 5a Conferência sobre o Ensino, Promoção e Manutenção do Português como Língua de Herança, evento que ocorreu entre 31 de maio e 3 de junho deste ano, no MIT.

Desde 2009 Brasil em Mente, uma organização cultural comprometida com a conscientização e produção de recursos e oportunidades para a vitalidade do português como língua de herança, cria e recria programas que vão muito além de NYC, onde é sediada. Em 2011 inaugurou uma biblioteca pioneira com um acervo que chegou a 2.000 livros à disposição da comunidade de falantes de português residentes na área metropolitana de NY.

 

Da esquerda para direita, Regina Bertholdo, diretora do Parent Information Center em Somerville, Felicia Jennings-Winterle, fundadora da BEM e Adriana Fernandes, especialista em engajamento comunitário, funcionária da prefeitura de Somerville.

 

“A biblioteca foi criada para apoiar pais e educadores com material de leitura originalmente escritos em português e assim, aumentar o número de oportunidades de inserção da língua portuguesa na dia a dia dos falantes de herança. O desafio de escolher e comprar livros de qualidade era sempre mencionado por pais como um dos fatores que desafiavam a manutenção do PLH em suas casas”, explica Felicia Jennings-Winterle, fundadora da Brasil em Mente.

 

O nome da biblioteca faz homenagem à Patricia Almeida, funcionária do Itamaraty que trabalhou como vice-cônsul no Consulado Geral do Brasil em Nova Iorque entre 2009 e 2012. Em seu primeiro ano, criou o Projeto Brasileirinhos no qual filhos e netos de cidadãos brasileiros vinham ao consulado uma vez ao mês para brincar, cantar e fazer amigos em português. De acordo com ela, quando começou a trabalhar naquele posto consular notou que pais brasileiros falavam inglês com seus filhos nas salas de espera. Ela achava que se o consulado convidasse a comunidade para se encontrar em seu espaço, as famílias motivariam umas às outras e manteriam sua língua e cultura original.

 

As crianças devem ser expostas ao português desde muito cedo, antes que cheguem à idade escolar, e a língua deve ser associada a atividades divertidas e interessantes“, diz Patricia.

“Começamos a abrir a biblioteca aos domingos, mas um número muito pequeno de famílias veio muito poucas vezes. Decidimos então facilitar o processo e criamos um programa que enviava livros pelo correio. Dessa maneira, lidar com estacionamento, trânsito e a distância não seriam mais considerados obstáculos”segundo Felicia.

 

Por 5 anos o programa utilizou o Media Mail, um serviço dos Correios Americanos que possibilitou que livros fossem enviados para os 50 estados americanos por uma taxa fixa e baixa. Apesar da facilidade e do constante crescimento do acervo, dadas as generosas doações de editores, autores, ilustradores e famílias cujos os filhos já tinham crescido, o programa teve um número muito pequeno de membros. Várias propagandas foram feitas mostrando os benefícios de ler e escrever em duas línguas, que a coleção da biblioteca era curada sob medida levando em conta as necessidades específicas dos falantes de herança, que era mais barato pagar a taxa mensal de US$25 e ter acesso a 12 livros por mês do que comprar 144 livros no Brasil, e que espaço e armazenamento não seriam mais um problema. Os esforços simplesmente não foram o bastante.

 

“Os livros começaram a ficar muito empoeirados e em meu coração eu podia sentir que o brilho daquele tesouro, que agora dividia espaço comigo em minha casa, estava desaparecendo. Eu me dei conta que se os leitores não estavam vindo até os livros, os livros deveriam partir e chegar onde pudessem ser realmente aproveitados, todos de uma vez. Somerville pareceu ser o lugar perfeito desde que fui até lá pela primeira vez.”

 

Português é uma das mais expressivas línguas em Somerville, uma cidade localizada a 20 minutos de Boston, MA. Não só a cidade respira várias línguas e culturas, mas também celebra a diversidade de sua essência. Há um número significativo de escolas e programas extracurriculares oferecidos aos falantes das mais diversas línguas. Adriana Fernandes, especialista em engajamento comunitário, funcionária da prefeitura de Somerville, diz que pelo menos 500 dos estudantes de Somerville se identificam como falantes nativos da língua portuguesa. Mas ela faz uma ressalva: “Esse número pode ser muito maior. Quando lidamos com estatísticas sobre imigrantes indocumentados sempre há uma margem de erro devido ao receio de identificação. Mesmo assim pode-se dizer que 54% dos alunos de Somerville vêm de lares cuja primeira língua não é o Inglês.”

 

“Como sonhadora e idealizadora de cada aspecto da biblioteca, eu estou triste. Eu gostaria de ter tido a oportunidade de cultivar esse sonho. Mas eu me dei conta de que entregar a biblioteca para uma instância muito mais cheia de recursos do que eu não significa desistir do meu sonho. Pelo contrário: significa que ele poderá continuar e crescer. E enquanto penso nisso a imagem de uma linda árvore explodindo com inúmeras flores delicadas em uma manhã de primavera me vem à mente. Me sinto honrada em poder oferecer um tesouro que me é tão querido”, diz Felicia. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s