Por onde andam?

Por Michele Fernanda
Coluna Pelo Mundo

Desde 2012 a coluna Pelo Mundo vem trazendo diversas informações a respeito das iniciativas de Português como Língua de Herança. A cada ano mais e mais iniciativas embarcam na trajetória de manter a língua portuguesa viva na vida das famílias que se deslocam de seu país de origem.

Muitos que dizem que o movimento em prol do Português como Língua de Herança – PLH tem pipocado. Creio até sentir aquela vibração e euforia de iniciar um projeto em que acreditamos, mas o curioso mesmo é saber: por onde andam as iniciativas que tiveram a oportunidade de soprar algumas velinhas de aniversário? Como essas iniciativas têm crescido desde a primeira entrevista na coluna Pelo Mundo? Quais desafios persistem?

O ABCD dos Brasileirinhos trouxe a entrevista com a Association for Brazilian’s Children Bilingual Development, iniciativa lá da Austrália fundada em 1999. Revisitados nos contam que a motivação continua, mas o desafio da participação da família no uso e manutenção da língua portuguesa persiste.

Esse ano vão comemorar 20 anos de muita dedicação com um jantar de gala no dia 18 de maio. Laura Peclat, coordenadora pedagógica, conta que desde a primeira entrevista da coluna Pelo Mundo a iniciativa tem crescido muito com abertura de novas unidades, aumento de alunos e contratação de mais professores. Os resultados incluem alunos comprometidos e participando com entusiasmo. Os professores estão engajados planejando aulas dinâmicas, divertidas e interativas e capacitados por meio de encontros, palestras e workshops.

O desafio que ainda persiste é a diferença entre os níveis de aquisição da língua e a participação da família em relação a prática, uso e manutenção do PLH.

Laura Peclat afirma que a equipe mantém a motivação quando se depara com a curiosidade dos alunos, a vontade de aprender e a alegria deles ao apresentar uma tarefa feita em casa. “Os encontros realizados entre a equipe trazem sempre uma renovação para o desenvolvimento desde árduo projeto que é muito maior do que aprender ler e escrever, mas viver e aprender um pouco da cultura brasileira.” – diz Laura.

Coluna: Como é estruturada a questão financeira da iniciativa?
ABCD: 10% da nossa receita é proveniente da verba do governo da Austrália e 5% de doadores e anunciantes. O resto vem de cobranças das aulas de português e eventos. Desenvolvemos o nosso próprio material pedagógico (apostilas separadas por 4 níveis) que é cobrado como parte da fatura paga pelos pais. Este material traz uniformidade e proporciona aos professores mais tempo de elaborarem suas aulas a partir dos temas propostos.

Vale lembrar que um motivo de muito orgulho para a ABCD continua sendo a maravilhosa biblioteca composta de mais de mil livros no acervo!

“Este ano completamos 20 anos de dedicação, comprometimento, profissionalismo e amor. Um ano muito especial para nós, que já começou repleto de comemorações em todas as Unidades,” diz Laura entusiasmada.

 

Mala de Herança em Tirol
Tem também  sua trajetória  compartilhada na coluna Pelo Mundo e continua movendo montanhas para o aprendizado e manutenção do PLH.

A diretora da iniciativa Julliane de Oliveira Rüdisser revela como a iniciativa vem crescendo: “Ampliamos nossas atividades, temos um playgroup, oferecemos aulas de POLH nas escolas da rede pública da nossa região (atualmente temos 3 turmas), nossa oferta cultural é regular e de muita qualidade. Temos a maior biblioteca na língua portuguesa aqui na Áustria e já ultrapassamos 800 títulos. Oferecemos cursos e workshops de formação sobre o bilinguismo, multilinguismo etc.”

A motivação para liderar as atividades nem sempre é a mesma. “Já houveram momentos onde considerei desistir. O importante é não esquecermos de cuidar de nós mesmo, das nossas necessidades e objetivos. Me ajudou muito encontrar pessoas com a mesma vibe e me aliar com elas”.

Coluna: Quais resultados que têm visto?
Juliana: Um aumento no número de famílias atendidas. Um melhor desempenho escolar em geral nas crianças que usufruem da nossa oferta. Um maior grau de identificação com a língua e cultura.

Os desafios? Combater os mitos relacionados ao bi/multilinguismo e a falta de interesse e apoio do governo brasileiro. Não recebemos patrocínios e nem doações. Nosso trabalho é 100% voluntário e gastos materiais são pagos com arrecadações de alguns eventos cobrados (Festa Junina, Carnaval etc).

É interessante notar que mesmo soprando velinhas (por tanto tempo!) estas iniciativas perduraram mesmo em meio a tantos desafios. A comunidade online vem crescendo a todo vapor, criando assim oportunidades para que essas iniciativas troquem ideias, experiências e informações. Perante os desafios, vale refletir: quais são os papéis dos envolvidos que promovem, informam e incentivam a língua de herança? Cabe a quem (mesmo) manter a língua de herança?

Esteja sua iniciativa celebrando 20 anos, 5 anos ou 6 meses, sabemos que os desafio são constantes e o caminho é árduo. Mas sabemos também que o resgaste dos valores culturais é fundamental para a formação do indivíduo e que sua identidade está naturalmente ligada à sua língua-cultura. Garantir a valorização da língua portuguesa como língua de herança, é garantir que os valores culturais ligados à essa língua perduram. Parabéns à todas as iniciativas que sequem em frente independente dos desafios. Vida longa à língua portuguesa!

 

COLUNISTA NOVA: MICHELE FERNANDA

Fundadora da comunidade Saudade-PLH na Rep Tcheca e do projeto Lá vem a história! , sua paixão pela Educação Infantil não é diferente da de ser mochileira, de tricotar durante os dias de inverno e de uma cozinha cheia de amigos enquanto se compartilha uma boa taça de vinho. Além de dedicar seu tempo com trabalhos voluntários, ela ama todas as formas de papel, andar de bicicleta e cartas inesperadas na caixinha de correio. Ela explora Praga com seu filho, é gerente de comunidade do grupo Girl Gone International | Prague, é professora na Escolinha Portuguesa de Praga, contadora de histórias para a organização Class Acts e aprende alemão quando sobra alguma hora “vaga”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.